sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

SABORES, SONS E PERFUMES DE OUTRORA...

Lá estou eu novamente revivendo o passado, nesse desejo de afastar-me dos tempos atuais onde muitas vezes fico incomodada com os sabores, sons e perfumes que encontro por aí.

A Confeitaria Manon, no centro do Rio de Janeiro, era onde muitas vezes meus pais compravam nossos bolos de aniversário. E que bolo ! Massa de pão-de-ló e camadas de creme de manteiga, lindamente decorado com rosas do mesmo creme. Pelo menos é essa a imagem que ficou na minha lembrança. A Manon existe até hoje. Vejam aqui:
http://www.confeitariamanon.com.br/restaurante.htm

Confesso que não lembro exatamente como era o nosso rádio naqueles anos 50. Creio que seria mais ou menos como esse da foto, com a caixa em madeira. Nele eu, aos 6 anos, ficava ouvindo um programa com o Luís Gonzaga - o Rei do Baião, sucesso daqueles tempos antigos.

Matte Leão geladinho, delícia que aprecio até hoje !
Era da minha minha mãe essa caixa de madeira, embalagem do mate naqueles tempos idos.
Minha mãe era ainda solteira, e calculo que seja dos anos 30 ou início de 40. Meu pai envernizou a caixa e ela está bonita até hoje.
http://www.matteleao.com.br/

Encontrei essa à venda na net por $100,00 ! Dizem ser dos anos 30, mas é um pouco diferente da minha, inclusive na tampa, que é de correr.

O "trio maravilhoso Regina" : água de colônia, sabonete e talco, eram usados pela minha família e lembro especialmente da minha avó aspergindo um pouco do perfume ao colocar lençol limpo na cama.
Eu também faço isso, não com a água de colônia Regina, mas com outros perfumes que gosto.

Lembro que minha mãe gostava de um perfume argentino - Chambley - e, vez por outra, ela comprava um vidro da tal preciosidade.
Eu, apesar de gostar muito dos perfumes da Natureza, sou um pouco crítica com os perfumes criados pelo Homem. Perfumes muito fortes me dão dor de cabeça. E percebi que atualmente existem uns que são terríveis para mim !
De vez em quando recebo uns abraços extremamente perfumados de amigas que me deixam com vontade de trocar a roupa pois o perfume leva horas para desaparecer !!!

Ver a carrocinha amarela do "Sorvex Kibon" era despertar a vontade de tomar sorvete !
http://www.kibon.com.br/sobre-a-kibon

Meu preferido era o Ton-Bon de limão. E o Eski-Bon, lógico !

A garrafinha do Guaraná Caçula era na medida ideal para a sede dos anos 50 ! Sem exageros, sem desperdício.

http://www.guaranaantarctica.com.br/produtos/guarana-antarctica.aspx

E a da Coca Cola idem !!!
E não era em todas as refeições ou todos os dias que tomávamos refrigerantes !
Isso era coisa de festa ou datas especiais. Comedidamente, como era costume nos tempos antigos. Talvez por isso fosse mais esperado, valorizado e apreciado...

As passas, naquelas charmosas caixinhas vermelhas de papelão, eram muito apreciadas por minha irmã.
Essas caixinhas da foto que encontrei na net devem ser de plástico.


Nunca liguei muito para balas, ao contrário de grande número de crianças que conhecia. Mas as que eu gostava eram especiais. E também parcimoniosamente degustadas !
O Caramelo Toffee era meu preferido. Chic, fino, na linda embalagem marinho com bolinhas brancas, era um verdadeiro prazer gustativo !

Dessa bala nem lembro o gosto, mas a aparência é encantadora !

E a famosa Bala Boneco preferida por muitos, com seu formato diferente e a cor-de-rosa !

Outra lembrança encantadora é a da caixinha decorada com desenhos de crianças em trajes típicos, como os holandeses. Dentro, amendoins com uma cobertura crespinha, em cores suaves: branco, rosa. Não encontrei nada sobre esse produto na net. Alguém lembra dele ?

Meio mágico era a gelatina colorida, que meus pais compravam em pedaços, formando quadrados de várias cores. Esse produto existe até hoje, mas para mim já não tem a magia dos tempos idos...

Poderia ficar aqui por horas, relembrando os sabores, sons e perfumes dos anos 40 e 50 que, para mim, soam de uma forma mais suave, sem a intensidade e a pressa dos anos 2000...

15 comentários:

  1. Amiga
    Me recordo de quase tudo... rsrsrs...
    Uma deliciosa recordação vc nos proporcionou... Obrigada pela partilha.
    Bjm de paz e alegria

    ResponderExcluir
  2. Flora,
    que passeio maravilhoso por épocas tão queridas da nossa memória.Lembro de muitos usos da minha família, como: O maravilhoso Trio Regina, Mate leão em caixinha de madeira e as degustações da minha infância/adolescência:o Eski-Bon(preferido),os caramelos Toffee, as passas na caixinha, o guaraná Caçula e as balas Boneco, hummm deixou uma saudade!
    Adorei esta visitação no túnel do tempo.
    Valeu!
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  3. Oi Flora
    Bela viagem pelo túnel do tempo.
    Lembro-me de algumas destas coisas que você escolheu, o sorvete Eski-Bon, o rádio, meu pai tinha um, a caixinha de passas.
    Bjo

    ResponderExcluir
  4. Ah! Matte Leão é chá! (fui ver).
    A caixinha é linda. Pena que hoje em dia já não fazem caixinhas lindas para a gente reaproveitar. Bom, mas o mais certo era as pessoas deitarem fora uma caixinha de madeira conforme deitam fora todas as outras embalagens. Vigora a diminuta consciência.

    Gostei muito deste post, apesar de não reconhecer os produtos.
    Cá em Portugal nunca ouvi falar deles.
    Beijinhos.
    Rute

    ResponderExcluir
  5. Oi, Rute:

    Existe uma certa confusão entre chá e mate, mas são plantas diferentes, de gostos diferentes também.
    Estou falando do chá preto (Camellia sinensis), nativo da China e Índia, pois passou a chamar-se CHÁ qualquer infusão de frutos, folhas, raízes ou ervas como a camomila ou a cidreira, mesmo não contendo folhas de chá.

    O mate é a erva-mate (Ilex paraguariensis), originaria da região subtropical da América do Sul.

    Mas pode dizer que mate é chá !

    Sabe que minha avó tinha panelas de alumínio que eram a embalagem da gordura vegetal? Acredito que foi a forma de seduzir o usuário de banha de porco, oferecendo-lhe uma panela com o novo produto !


    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Oi, Roselia:

    Recordar é viver, não é mesmo ?

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Flora: procurando foto da água de colônia Regina encontrei seu blog. Gostei muito. Ando procurando anúncios antigos da loção de cabelo Pantene, quando ainda era feita pelo Lab La Roche. Mas só aparecem no google fotos do Pantene moderno. Eram uns vidros quadrados (o tamanho grande) com líquido azul (cabelos grisalhos), âmbar (fortificante) e amarelado (com leve fizador). O cheirinho era adorável.
      Concordo com vc: os cheirinhos da natureza são muito bons, mas os perfumes industrializados na maioria não o são (até porque são sintéticos). E muita gente se perfuma de um jeito tão forte que até se esbarra no cheiro.
      Eu tenho um vidro lindo - vou fotografar e colocar no meu blog (mas ainda estou aprendendo a fazer isso, o blog) - da geléia de mocotó de uns 60 anos atrás. Parabéns pelo blog.

      Excluir
  7. Oi, Calu:
    Fiquei surpresa por v. conhecer esses produtos tão antigos, menina !
    Eu sempre gostei de "cultivar" antiguidades e sempre conheci coisas dos tempos dos meus pais e avós !

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Oi, Maria Célia:

    Eu lembro muito bem do rádio do meu avô, aquele modelo chamado "capelinha"!
    Quando eu era criança, ele já era coisa do tempo do joão-charuto, mas hoje eu acho esses rádios lindos !!!

    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Oi, Selene:
    Obrigada pela visita e comentário !
    Fui procurar seu blog mas ainda não está disponível, não é ?
    Quero ver essa foto da geléia de mocotó !

    V. sabe em que ano existiam esses vidros da Pantene ? Eu tenho uma coleção de revista Seleções e lá tem muitas propagandas. Já fotografei várias para minhas postagens. Se v. souber o ano, eu posso ir procurando.

    Beijo

    ResponderExcluir
  10. Olá Flora...ADOREI este assunto aqui!!! estou à procura dos nomes dos perfumes ROCHE que nem são fabricados mais.Havia o Fleur de Rocaille e um outro (que eu usava) e não consigo lembrar o nome.Será que vc ou alguém sabe?
    gde abraço e PARABÉNS pelo blog

    ResponderExcluir
  11. Oi, Sylvia:

    Encontrei um site com muitas fotos e nomes dos perfumes Roche.
    Veja aqui:
    http://lista.mercadolivre.com.br/perfume-madame-roche

    Obrigada pela visita e comentário.
    Beijo

    ResponderExcluir
  12. estou extasiada, achei o perfume que minha mãe usava TRIO MARAVILHOSO REGINA, onde posso adquirir.entrar em contato pelo email madotavolaro@hotmail.com, desde ja agradeço. abrços

    ResponderExcluir
  13. Visitei seu blog e achei sensacional.Gosto muito de assuntos ligados à coisas antigas e agora revendo o "chá Mate Leão" em caixinha de madeira,voltei à minha infância.O chá das três da tarde,pão assado em fornalha,manteiga e doce de pera aromatizado com folhas de figueira,feito num tacho de bronze (ao ar livre) por minha avó paterna.A colonia Regina,com aquêle cheirinho cítrico refrescante...Inesquecível!Dos cheiros do passado,lembro-me do "óleo Dirce",para cabelos.Tinha um aroma floral que lembrava lírios e violetas.

    ResponderExcluir
  14. Flora, como foi bom ver a sua publicação quanto a água de colônia Regina, ah que saudade da minha infância. Quanto aos caramelos ainda existem aquí no Rio de Janeiro em uma loja de doces no terminal rodoviário Menezes Cortes, como é bom encontrar gente como você. Que Deus te abençoe. Abraços. Gl´ria Souto.

    ResponderExcluir

RECEBER SUA VISITA É MUITO BOM !
LER SEU COMENTÁRIO, É MELHOR AINDA !!!