quinta-feira, 7 de junho de 2012

TEIA AMBIENTAL E O MEIO-AMBIENTE NO BRASIL

TEIA AMBIENTAL em mês de Meio-Ambiente só pode falar da situação atual do Brasil nesse assunto. Encontrei a entrevista dessa engenheira agrônoma e concordei com ela. Vejam alguns trechos aqui:

"Para 5 de junho, que é Dia Mundial do Meio Ambiente, a presidente Dilma Rousseff anunciou o 1º pacote de medidas ambientais de seu governo: criação de duas reservas extrativistas, a homologação de seis terras indígenas e a inclusão de mais famílias na Bolsa Verde."

"Isso é pífio. É o mínimo, Reserva extrativista, por exemplo, é questão de reforma agrária.

Algo deveria ser feito em relação aos 75 anos do primeiro Parque Nacional, o de Itatiaia. Foi justamente em 14 de junho de 1937.
Mas, ao contrário, em janeiro, a presidente assinou a Medida Provisória 558. Isso altera os limites de três Parques Nacionais (o da Amazônia, de Campos Amazônicos e de Mapinguari), de quatro Florestas Nacionais e uma Área de Proteção Ambiental.
É assustador."

Maria Tereza Pádua, engenheira agrônoma, é da comissão mundial de Parques Nacionais da União Mundial para a Conservação da Natureza e do Conselho da Fundação "O Boticário" de Proteção à Natureza.
Maria Teresa trabalhava com questões ambientais muito antes que a maioria das pessoas descobrissem a ecologia.
Em 1968, participou da criação do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal, uma autarquia do governo federal dentro do Ministério da Agricultura para tratar de meio ambiente. Também já fundou uma ONG, criou o Parque Nacional Grande Sertão Veredas e algumas reservas particulares de patrimônio nacional (RPPN).

"Hoje o tema ambiental está na boca de todo mundo. Nos anos 1960 éramos literalmente “quatro gatos” sem teto. Mas o entendimento continua sendo epidérmico e restrito aos mais educados.

Até houve os jovens que se manifestaram contra o novo Código Florestal, mas a maioria continua indiferente e deixa políticos comprados pelos grandes interesses privados fazerem o que querem, prejudicando a todos.

A ciência ainda não é respeitada nem escutada. Uma consequência grave da popularização da ecologia é que todos se acham doutores e juízes, mesmo sem nenhuma capacitação.
Há desrespeito com os pesquisadores e cientistas, como foi o caso do novo Código Florestal."

"Todas as sugestões da Sociedade Brasileira para o Progresso e Ciência (SBPC), da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e de outras entidades científicas foram desconsideradas pelos políticos.
O homem tem que decidir se vai querer sobreviver como espécie na Terra ou não. E essa decisão tem que ser rápida, séria e abragente em relação a todos os problemas ambientais."

"O novo Código Florestal é uma bomba-relógio contra a área ambiental, contra os serviços ambientais que as áreas de proteção poderiam oferecer.

É um retrocesso com a aprovação de autoridades que estão mostrando seu descaso com o futuro dos nossos recursos naturais. Caiu a máscara de que nosso país é um exemplo de desenvolvimento sustentável.

Se a presidente Dilma tivesse vetado o Código Florestal, teria o aplauso do mundo."

"Em muitos países, a questão ambiental só passou a ser mais considerada quando se criaram os Ministérios do meio ambiente.

Isso mudou o status e aumentou o poder dos temas ambientais, dando a possibilidade de eles serem discutidos no mesmo nível que outros temas.

Da mesma forma, no nível internacional, é importante elevar o nível do Pnuma (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente), que é apenas uma agência da ONU.

Um novo órgão provavelmente vai criar mais burocracia dentro das Nações Unidas, mas pode facilitar as negociações de temas ambientais e aglutinar as propostas entre os países."


"Como avanço vejo, desde a Eco-92:

- uma maior conscientização popular, com o consequente espaço na mídia
- aumento do número de unidades de conservação estabelecidas por decretos ou leis, em níveis federal, estaduais e municipais
- maior participação do setor privado no estabelecimento e boa gestão das reservas particulares do patrimônio natural (RPPNs)
- criação de setores ambientais nas grandes empresas
- e novos cursos sobre o assunto em boas universidades.

Também evoluiu muito a reciclagens de lixos e as exigências ambientais para projetos de alto impacto ambiental.
Mas, o mais importante é que a sociedade está preocupada e envolvida com o tema, embora não exista ainda em nosso país educação e capacitação para fazer face aos problemas ambientais mais graves."

http://colunas.revistaepoca.globo.com/planeta/2012/06/04/%E2%80%9Cas-medidas-ambientais-do-governo-sao-pifias%E2%80%9D/


Entre erros e acertos vamos caminhando.
Eu continuo fazendo a minha parte, tentando acertar sempre, pois em questão de preservar o lugar onde moramos não existe meio-termo.
Nas fotos, belezas do meu espaço sempre verde, com exceção da 1ª foto que mostra os frutos da linda Paineira no bairro Estação.

22 comentários:

  1. Oi Flora,
    cá estamos de novo abraçadas, abraçando a causa ambiental.
    De fato o nome Lenda Pessoal para o sitio é um nome ideal. Vocês foram premiados com o paraiso na terra! Que luxo! As fotos são lindas.

    Gostei muito do texto de Maria Tereza Pádua. É verdade sim que a preocupação ainda é superficial, muitas vezes manifestada apenas como moda e nada mais. É chique ser ecologista :)

    Os "gatos sem teto" cá vão fazendo a sua parte.
    E os "vira-latas" aumentaram este mês!!
    Beijinhos.
    Rute

    ResponderExcluir
  2. Vamos dando nossos passos que precisam se acelerar para continuarmos fazendo parte deste planeta, não é mesmo?
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Minha querida Rute:

    Você e sua eterna sede de conhecimentos, querendo saber a razão das coisas, num perguntar sem fim...
    Eu, teimosa até o fim, na busca dos meus sonhos e ideais...

    Assim vamos tecendo nossa Teia, com vontade, perseverança, muitas perguntas e sonhos.

    Que venham os "gatos sem teto" e os "vira-latas" !!! Todos são bem vindos.

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. "Pensando em família", é assim mesmo !

    Também acho que temos que andar mais rápido. Mas é melhor andar devagar do que ficar parado, não é mesmo ?

    Beijo

    ResponderExcluir
  5. O maior entrave vem dos poderes que deveriam proteger e não aliar-se aos sugadores oficiais.Desenvolvimento sustentável é realidade, só quem não sabe disto são os governantes.
    Enquanto as palavras o vento leva, nós os gatos pingados, vamos cuidando localmente para influir globalmente,tomara!
    vejo com bons olhos a cúpula da sociedade civil nesta Rio+20.Vão incomodar os poderosos.
    As fotos de teu paraíso são estonteantes, Flora.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
  6. Oi, Calu:

    Deu para entender muito bem nas palavras da engenheira agrônoma, que o cidadão consciente está fazendo sua parte. Lamentavelmente, o governo peca por não fazer a dele em muitas situações, como no caso do Código Florestal.

    Não estou acompanhando a movimentação da Rio+20, porém acredito que alguma coisa boa deve acontecer.

    Enquanto isso nós, os gatos pingados, vamos fazendo o que nos cabe.

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Olá, querida Flora
    Dando uma fugidinha aqui para lhe dizer sobre a minha alegria em ver as coisas mudando, passo a passo, para muito melhor no Meio Ambiente...
    Bjm de paz

    ResponderExcluir
  8. Lindas fotos!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Flora!!!

    Tb concordo com tudo o que a eng agrônoma disse ...

    Assim como vc, eu continuo a fazer a minha parte.

    Espero que o Brasil continue mais a acertar do que errar.

    Bjss

    ResponderExcluir
  10. Nada é decidido pois existem muitos interesses envolvidos. A população que elege não consegue compreender processos tão demorados e os políticos, esses empurram com a barriga para não entrar em choque com os interesses dos "colegas". Enquanto isso, a natureza é depredada, matas são invadidas, árvores são cortadas e, você já viu como os parques andam poluídos? Fui em uma reserva perto de Itatiaia e as trilhas estavam entulhadas de lixo que os caminhantes deixam pelo caminho.
    Também estou participando da teia ambiental com o texto "Vou te contar uma aventura".
    Bom fim de semana!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  11. Flora querida,

    Parabéns pela importante postagem, um grande alerta!
    Concordo que foram dados passos importantes com algumas vitórias: a população está um pouco mais consciente, participando com a reciclagem do lixo; as grandes empresas com projetos ambientais, etc.....mas, a caminhada é muito longa.
    E infelizmente, em muitas regiões do nosso País a população vive em realidades que não possibilitam que se informem e principalmente se preocupem com o meio ambiente.......o nível de pobreza é lastimável, e estão muito mais preocupadas com suas próprias sobrevivências.
    Enquanto não tivermos uma nação bem assistida por seus governantes, recebendo o mínimo de cuidado e atenção (saúde, educação, saneamento, etc....), não tem como fazer um trabalho mais profundo e consciente sobre a importância de se preservar e cuidar do meio ambiente.
    Todos somos necessários, e juntos temos muito mais força........a principal luta que se deve ter, é começar a levar todas as informações possíveis para que estas pessoas comecem a se posicionar na vida de forma participativa, tendo a consciência de que elas podem fazer toda a diferença.
    Um beijo grande em seu coração!!!!

    ResponderExcluir
  12. Querida flora!
    Realmente é sempre triste e desanimador,quando nos deparamos com a ignorância e o descaso de nossas autoridades em relação ao nosso meio ambiente e as populações carentes que nele habitam. Essa é mesmo uma luta árdua e complicada,pois cuidar da nossa natureza é muitas vezes ir de contra ao interessa de muita gente... E quantos tristes relatos existem sobre ativistas ecológicos que perderam até a vida na luta para a presevação do nosso patrimônio natural... Muitos,verdadeiros heróis anônimos ao redor deste nosso planeta!
    E embora eu tenha daqui acompanhado as notícias sobre a Rio+12,confesso que não tenho lá muitas expectativas, de que este grande evento possa trazer, em curto prazo, muitos benefícios reais à nossa natureza e manejo do meio ambiente,mas seja como for, é sempre algo bom quando as lideranças e a população tentam juntos encontrar novas idéias e soluções... A nossa alma se enche de uma nova esperança e a natureza agradece.
    E muito obrigada por este teu belo e ecológico post,Flora!
    Beijo grande no teu coração,amiga da natureza
    Teresa

    ResponderExcluir
  13. Interessante o que estou encontrando aqui!
    Parabens!
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  14. Oi, Orvalho:
    É mesmo assim: em passos de tartaruga vamos caminhando. Um dia chegamos lá !
    Obrigada pela visita e comentário.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Alvani:
    O lugar, v. já conhece muito bem ! Continua bonito, para quem gostar de só ver verde...
    Beijo

    ResponderExcluir
  16. Oi, Carol:
    Eu demorei mais de um ano para responder alguns comentários dessa postagem... O tempo passou e continuamos da mesma maneira, errando e acertando !
    Se cada um fizer a sua parte, já está de bom tamanho, não é mesmo ?
    Beijo

    ResponderExcluir
  17. Oi, Luma Rosa:
    Eu estou num momento de aceitação moderada: às vezes sou tomada por ataques de fúria, outras vezes apenas olho, constato os estragos e fico triste/conformada...
    Mas continuo fazendo o que acho certo fazer, e não perco a oportunidade de mostrar para as outras pessoas o que acho importante nessa luta pela preservação da Natureza.
    Beijo

    ResponderExcluir
  18. Oi, Essência Estelar:
    Sabe que tenho meditado muito sobre a vida ? E conclui que existem muitos mundos diferentes. Meu filho diz que eu vivo num mundo de sonhos, que a realidade é muito mais feia e dura. Eu retruco que cada qual escolhe e faz seu mundo. Se eu não quero esse mundo feio, eu evito conviver com ele - que sei existir sim ! - Só o fato de não ver televisão já me afastou de muita coisa feia...
    Mas não estou afastada do mundo não ! E faço a minha parte para melhorar esse mundo.
    Beijo

    ResponderExcluir
  19. Oi, Teresa:
    Sempre sai alguma coisa boa desses encontros, mesmo não sendo o ideal sonhado.
    A cada momento em que as pessoas se reunem para falar sobre algo, a energia circula e pode melhorar a situação, não é mesmo ?

    Perder a esperança, jamais ! É ela que nos impulsiona rumo ao futuro. Que cada um de nós, seres humanos, faça o que sua consciência ditar - e que essa consciência seja do bem !!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  20. Oi, Sandra:
    Encontramos muitas informações excelentes na net. Eu sempre pesquiso para poder colocar no blog. E aprendo muito !
    Beijo

    ResponderExcluir
  21. Oi, Laura:
    Muito obrigada pela visita ao blog e comentário !

    ResponderExcluir

RECEBER SUA VISITA É MUITO BOM !
LER SEU COMENTÁRIO, É MELHOR AINDA !!!