sexta-feira, 30 de outubro de 2009

JARDINEIRA !

Durante 5 dias, nessa semana, participei de um Curso de Jardineiro, do SENAR - Minas Gerais.
Das 8 às 17 horas recebemos instruções teóricas e práticas sobre como cuidar de um jardim.
Para quem, como eu, adora plantas foi uma experiência deliciosa, além do valioso aprendizado.

A turma risonha, nos momentos finais do curso. Dois rapazes escondidinhos lá no fundo: Luiz e Adriano. O instrutor Tiago, jovem competente e entusiasmado com seu trabalho é o rapaz de óculos. Vanessa, a responsável pela organização do curso, é a jovem junto da bolsa preta.
Manuel, o "japonês", está olhando para o lado.
As "meninas": eu, Lina, Isabel, Jussanan, Eli, Lulu e Angela.
Maria Lúcia, a anfitriã, proprietária do Sítio Lagoa Seca, fez parte da foto oficial.
Qual delas sou eu ?

O Sítio, lugar muito aprazível, ofereceu seu espaço para a realização do curso.

Jeitinho rural, apesar de estar localizado bem perto do centro de S. Lourenço, o Sítio é um passeio imperdível para quem aprecia a vida no campo.

Espantalho na horta eu já conhecia mas, trazendo o filho junto, é novidade para mim.


O carro de boi serve para cenário de fotos campestres.

O Sítio, que funciona normalmente, abriu suas portas para visitação e café mineiro, por sinal, delicioso, e atualmente é mais um bom programa para turistas e moradores.

As "estrelas" do lugar: cabras que fornecem leite para o preparo de queijos, iogurtes, etc.
Na foto as pequeninas, tão fofinhas, meigas e curiosas.

Abrindo para visitação aos sábados, domingos e feriados, o Sítio faz o encanto da criançada.

O CURSO

Aprendemos a fazer poda corretamente, usando a ferramenta certa.

Escolhemos um espaço para fazer um jardim, e são as seguintes as etapas de implantação:
Limpeza, Escarificação, Nivelamento grosso, Adubação, Incorporação, Nivelamento fino e Demarcação.

Abertura de sulcos/covas, Plantio e Irrigação são as etapas finais. Beleza, só depois de algum tempo.

Bastante teoria, facilmente entendível com as explicações do Tiago.

Luíz cortando grama com tesoura, enquanto os outros observam e aprendem.

Lulu manuseando a roçadeira.


No último dia, Jussanan presenteou-nos com um delicioso almoço. Arroz integral especialíssimo, cheio de ingredientes gostosos, uma linda, colorida e saborosa salada, onde as capuchinhas do Sítio foram o destaque, e um sagu rosado como sobremesa. Maravilhoso !


Para o lanche da tarde, Lina trouxe uma torta de arrancar suspiros.

"Acabou-se o que era doce, quem comeu, arregalou-se", assim diz o antigo ditado.
Muitos ensinamentos, gerando novas idéias, o convívio com pessoas diferentes, e o ambiente sereno e saudável do Sítio Lagoa Seca, fizeram dessa semana algo muito especial.

SENAR - www.senarminas.org.br

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

JABUTICABAS !


A jabuticaba, (Myrciaria cauliflora)é uma árvore frutífera brasileira da família das mirtáceas, nativa da Mata Atlântica. Ocorre na América do Sul, na Bolívia, Brasil e Paraguai, e na América Central, em Honduras e El Salvador.

Floresce na primavera e verão, produzindo grande quantidade de frutos. As flores (e os frutos) crescem em aglomerados no tronco e ramos.

Seus frutos pequenos, de casca negra e polpa branca aderida à única semente, são consumidos principalmente in natura, ou na forma de geléia, suco, licor, aguardente, vinho e vinagre.


É uma das frutíferas mais cultivadas, desde o Brasil colônia, em pomares domésticos.

A jabuticaba é utilizada para vários fins, tanto culinários, como medicinais. Entre estes é mencionada a decocção da casca, como remédio para a asma.


O suco extraído da jabuticaba é culturalmente chamado em Minas Gerais de "jabuticabada", nome que já se espalhou por todo o Brasil. A famosa jabuticabada era usada por muitas tribos indígenas para alimentar principalmente gestantes, por ser rica em ferro.

A florada da Jabuticabeira é um deslumbramento ! Milhares de pompons brancos cobrem os galhos e um perfume maravilhoso invade o ar.
(Foto da Net)

É tempo de jabuticaba e é comum encontrá-la sendo vendida na rua, dentro de grandes cestos trazidos dos quintais mineiros.
Outro dia recebi um recado da minha amiga Vilma: está na hora de colher jabuticabas !
E lá fomos nós passear no seu sítio encantado para colher a fruta da época. Nem trouxe muitas, pois a família é pequena.

No dia seguinte chega o meu vizinho Tião com um balde de jabuticabas !
Toca a fazer geléia, antes que a fruta estrague.
A cor é linda e o gosto muito bom.

O guardanapo bordado veio de Portugal para o meu enxoval.
O pires pertencia a minha mãe, e é da década de 60.
A colherinha é um produto artesanal típico de Minas Gerais e tem uma ametista incrustada no cabo.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

ÍRIS - a flor do arco-íris

É tempo de Íris, essa bela flor lilás e neste ano as minhas estão maravilhosas ! Possuo vários pés no meu jardim e observei que eles já deram 2 floradas e ainda existem botões para abrir.

Existem várias espécies de Íris, e não consegui identificar qual é a minha.
É uma flor muito frequente em jardins.
A flor de Íris possui grande beleza e suave fragrância.Das altas e elegantes folhas surgem os botões florais, e seu peso costuma vergar algumas folhas.

A ÍRIS é da família das Iridáceas e originária da Europa e Mediterrâneo. Suas hastes alcançam até noventa centímetros de altura e suas flores podem ser azul, púrpura, branca ou amarela. Apresenta maior adaptação em clima frio e seu cultivo exige solo rico em matéria orgância com boa drenagem e irrigação programada.